26 janeiro 2013

step to me

Contrariando todas as expectativas, inclusive as minhas, eu estou bem. Acontecimentos recentes não me impedem de tocar o barco. A vidinha segue (cena da Andréa Beltrão no filme “A Partilha”, poxa, minha atriz favorita!) e o que importa é que as coisas que me fazem feliz não estão obsoletas no cotidiano. Eu consigo rir, eu consigo fazer piadas e estabelecer uma rotina. Pego um pouco mais pesado nos amortecedores por que a cabeça quando deita no travesseiro não desliga sozinha. Mesmo assim ainda é muito mais por prazer do que por desespero. Falo pouco sobre acontecimentos recentes e espero ansiosamente pelos próximos. Escrevendo parece mais imbecil do que necessário. E está bem assim. Pedro x