23 maio 2012

tão só

Da série do "quase morando sozinho" (ou do " em breve morando quase sozinho")

tem que cuidar de tudo, mais ou menos como foi esse começo de ano, bom treino. não tem ninguém conhecido pra fazer trabalho em grupo, tem que ver isso logo.

não tem ninguém por perto pra ver se você está bem, se você vai reclamar de algo. por mais que você não conversasse com as pessoas que morou, havia alguém. agora é só duas vezes por semana e olhe lá.

tem que cuidar do acadêmico, da casa, da cuca, e de si também. tá firme, forte, comendo direito, tudo funcionando, apresentável?

todo dia.

vai pintar uma carência forte a princípio e vontade de devorar a cidade. mas calma, sabe como é: território desconhecido. demora. tem que descobrir onde ir e onde não ir primeiro.

em compensação também deve ficar mais fácil vê-lo. pensa só que beleza.

é isso tudo e mais os imprevistos. espero que continue gostando de acasos e improvisos.

Pedro.
x