03 maio 2012

por entre fotos e nomes

Primeiro era só estar na rua com tempo de chuva e raio. Um vento que não me deixa sair do lugar. É um vento que me arrasta pra cima, pro vôo. Então eu saio do chão e volto, vou tentando andar contra ele.

Tento ir e vir pra minha casa mas estou preso pelo vento , ainda andando contra ele. Tento levar e trazer coisas minhas que estão pela rua, levando de uma casa a outra, mas é difícil. Não posso tirar os pés do chão senão saio voando. Mas tento andar (e, pela rua, só quem se sente assim sou eu, aparentemente).

Num bar da rua, minha mãe e meu pai vendo um filme numa tela imensa situada numa parede. A tela não era nada comparado ao alívio que eu tinha em vê-los, mesmo a uma certa distância.

E acordo sem entender nada.

Pedro.
x