21 abril 2012

come back to the ground #2

não sei como ainda escrevo nesse diário moderno com que força ou disposição, mas vamos lá.

Pádua é um fim de mundo. com o propósito de ignorar toda a programação do encontro, hoje fomos todos ao centro da cidade, passeamos, encontramos um rio, um banco e um bar que servia Skol a 2 (isso mesmo, dois) reais. irrecusável.

depois de alguns litros, fomos em busca do rio que ficava a alguns quilômetros de distância de qualquer coisa. caminhada encarada com sucesso, já o rio nem tanto. voltamos pro jantar e pra festa.

pode colocar umas apas nessa "festa" por que não foi festa, foi uma social mal feita num espaço inadequado. mas, ok. entre mortos e feridos, a comida é boa, o tempo longe de casa é bom (saudade de R.O aqui e saudade de SP em R.O, vou criando níveis de distância) e a companhia é que me faz rir o dia todo.




Pedro.
x