11 novembro 2011

vai levando

medo dos antônimos, das contradições que noites e dias tem trazido que ando preferindo dormir mais cedo do que esperar o que virá. a noite da medo de que tudo seja motivo. e eu não tenho mais senso nenhum do que pode ser. parece que sou eu.

Enfim o dia sorriu pra sair, ir a praia, amanhecer com calma e poder conversar. Tudo o que se espera, tudo o que se pode ter. Tô sem máquina, senão mandava uma fotografia da Joana no dia de hoje. Feliz e levando. Mas feliz é o mais sIncerTo sentimento que eu posso passar.

Handling things.

Pedro.
x