23 setembro 2011

catch me on the floor

I - da noite de anteontem

Se o dia mereceu um texto pronto, tive que esperar a noite chegar para mudar de opinião. À tarde aqui em casa, eu e Caio pensamos numa festa do karaokê para muitos convidados. Criamos evento no Facebook e tudo. Algumas confirmações depois... Ninguém veio e o karaokê não funcionou por motivos técnicos. Restaram 5 litrões de cerveja na geladeira, uma catuaba e a vontade de celebrar a falta de motivos pra celebrar.

Se me dissessem de manhã que eu estaria rodopiando a sala da minha casa debaixo de uma luz negra com um copo de catuaba na mão, eu jamais acreditaria.
Mas o fato é que não precisou de muito mais que isso pra ser a melhor festa até o presente momento com A Banda Vai Pra Rua, não tem tempo ruim.

Caio com seu feeling de quase irmão, God is a dj, pra me agradar com canções, Marina alegre e eu dançante. Fiquei 5 horas dançando como não fazia há muito tempo. Como sempre espero fazer quando há aquela Gambiarra. E ela pode acontecer aqui mesmo, como aconteceu.

Pedro.
x