10 agosto 2011

o blues já valeu a pena

É Santo Agostinho que diz: "a memória é a casa da alma".

Por isso quando o Chico Buarque volta pro disco a nossa casa nos traz de volta algo que já foi sentido anteriormente. E assim esperamos ansiosos por um momento pelo qual já passamos e que anda tão escasso: um momento de beleza.

De 89 até hoje, já peguei 5 momentos ímpares: Chico Buarque (Morro dois irmãos) (89), Paratodos (94), As cidades (98), Carioca (2006) e Chico (2011). E sempre vale a pena.


Pedro.
x