06 agosto 2011

cidade do salvador parte 4

sexta feira e sábado, dias 06 e 07

sexta foi DEFINITIVAMENTE o melhor dia. foi o dia que todo mundo se separa e cada um faz o que quer sem grilos, na boa. eu gosto de andar junto com o pessoal pois são todos ótimos, mas é bom diminuir a quantidade e fazer algo por conta.

assim eu almocei com calma no shopping Lapa (no Largo da Piedade), fui pro Enecult dar o ar da graça, afinal, era o último dia do motivo pelo qual eu estava em Salvador e eu ainda não tinha dado as caras. mas fui no melhor dia e pude ver as palestras que eu queria. algumas apresentações de artigos, algumas monografias, alguns tcc's, muitos mestrandos, tema favorito: gêneros. oi?

do ENECULT pra festa de encerramento do ENECULT foi coisa rápida. em pouco tempo eu já estava na Barra, no Forte de São Diogo com a high society da produção de cultura brasileira, the jet set.

a noite eu já tava combinado com um veterano meu de sair pro fervo mais fervido da cidade: a Off Club. entre essa e outra festa (a Brink5, no San Sebastian), foi a mais votada. que bom. sei que dancei, rodopiei, fiz algumas amizades e a pista presenciou uma cena digna de musical ("I knew my life was a musical!!!"), genial. auto estima marcando presença também não fez mal nenhum.

mas às 05h o sino bateu e a carruagem virou um táxi bem barato me deixando em casa, onde eu não conegui dormir antes de tomar café, pegar chuva e cancelar a praia.

depois da "insônia" forçada do sábado, arrumei as malas e esperei muito tempo até ouvir o motor do ônibus sinalizar que acabou a viagem.

sábado é hoje, devo chegar amanhã a noite em Rio das Ostras. torçam por mim. quando chegar ainda terei uma noite pra me despedir de vez da vida de calouro e cair matando no trote de 2ª feira.

na real, pensei muito nesses 5 anos que me separaram de Salvador da última vez (Julho de 2006) até aqui. faz todo sentido dizer que estou pronto pra ser o veterano da vez - e foi a Bahia que me deu régua e compasso para tal passagem.

Pedro.
x