07 julho 2011

that we usually call him just Gus

Após um ano, Gustavo está na situação que eu sempre quis que ele estivesse: amadurecendo. Que bom que somos (grandes) amigos e eu posso acompanhar esse processo de perto.
Como bom conselheiro que sou e muito mais calmo e fácil de relacionar que ele, vou repetindo as mesmas coisas que eu já disse quando ele não precisava ouvir. Sim, confesso que não tinha um timing exato pra perceber isso back in the day.

Eu vou ensinando de novo enquanto tiro minhas próprias dúvidas de como é morar junto. Preparo um bloco de notas mental vazio e vou anotando todos os detalhes. Uma hora vai ser eu! E sendo o meu gênio nada mais que um subproduto do dele, forte porém maleável, é da maior importância que eu saiba tudo, explique tudo e compreenda. E principalmente: saiba controlar.



Pedro.
x