21 junho 2011

amo tanto e de tanto amar


prefiro a vida que se têm no dia-a-dia,
em seus pequenos eventos
quando vemos se todos os movimentos
fazem realmente efeito.

gosto dos rituais do cotidiano
quando a sutileza dos gestos
não causam mais incômodos
e na leveza da mítica convivência
apreciamos na diferença
se há, de fato, presença
do amor na verdade dos atos.


texto: Marina Soares, especialmente para o blog.

Pedro.
x