06 maio 2011

tempo tempo mano velho

às vezes eu paro,
olho pra vida
e nada para

outras vezes olho o relógio
sigo o tempo
e nunca passa

Pedro.
x