13 abril 2011

abre o olho

para ler ouvindo: Abre o olho (Gilberto Gil)
(em breve)

agora é eu e você, espelho. para e me conta em poucas e boas palavras o que se passa, por onde. como pode ser tão significativo que às vezes eu não contenho e me escapa? logo eu, 22 nas costas, 6 na estrada, 3 na curva. conta tudo.

logo eu, sim senhor.
pode ser só dessa vez e a gente vive pra sempre, te prepara que é o mais provável.
taí, sou firme contigo por que eu tenho opiniões a respeito: eu quero isso mesmo. e eu quero mais. abre o olho.

Pedro.
x