11 janeiro 2011

vagaroso

Tudo legal daí distante quando eu estou aqui encarcerado e nem há vontades. Vontade de que? Qualquer coisa provisória não aparece. Nem trabalho, nem noites afora, nada. De dia o mundo corre e quem está parado sou eu. Detestando tudo a distância daqui de longe.

Já ouvi todos esses discos. Comprei outros e ouvi também. Devo comprar mais em breve. Os livros na estante já não tem mais importância, etc.

Quero voltar pra casa. Qual? Nem sei.
Quero minhas aulas e a saudade de casa.
Ou que algo legal comece.

Dizem que férias é isso, né? Então pode acabar com as minhas.
Quando eu me resolver do que eu quero ou do que fazer eu volto.
Mais feliz.

Pedro.
x