08 janeiro 2011

it sways and it swings and it bends

para lero uvindo: Jump (Madonna / Joe Henry / Stuart Price)


Por que não embarcar no que está ao meu alcance e tentar conhecer só por conhecer? Meu vizinho me ofereceu aulas de pandeiro e eu quero.

Se meu escritório é na praia e eu to sempre na área, devo ter uma prancha pra arriscar uns jacarés? Poxa, o que custa? Rio das Ostras deve me incentivar a ser menos sedentário com suas belezas naturais e possibilidades, como poder ter uma bicicleta e andar com ela sem concorrência pelas ruas vazias de terra batida.

Quero tudo.

Meu primeiro impulso desse ano foi voltar a comprar CDs e observar (triste) o quanto eu perdi nesse tempo todo enquanto gastava um dinheiro legal em festa. Não que a festa não tenha sido excelente, mas foi superestimada. É hora de voltar a velhos hábitos saudáveis e que antes me levavam a algum lugar e manter outros com mais moderação. Gambiarra vai existir, é claro, mas com propósitos: de Rio, de produção, de amizade.

Esse começo de ano começou com tanta vontade que nem o nublado dos dias tem impedido de eu ter os melhores dias toda vez que o sol sai. E que ele saia mais durante o ano todo, por que tenho muita coisa pra fazer. E eu quero tudo.

Pedro.
x