20 novembro 2010

preciso urgentemente encontrar um amigo

Para ler ouvindo: Preciso urgentemente encontrar um amigo (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)


WANTED: 
ANYONE WITH A SENSE OF FUN, FREEDOM AND ADVENTURE!

Ando tão aflito.
Tão sozinho.

Rio das Ostras não me traz muitas companhias e apesar de gostar da cidade, cada vez mais sinto falta de casa.

Passo tardes conversando com Renan, brasileiro fazendo intercâmbio em Buenos Aires que me entende um tanto. Também com Pedro, um carioca apaixonado pela minha playlist. E, claro, Paulo em São Paulo que entende mais minha falta do que eu mesmo.

Passo noites dramatizando. Não me ligam, não me procuram, não tolero. Quero ser o próximo corpo a ser encontrado na beira do mar para causar culpa a todos que parecem me esquecer. Adoro drama.

Vou a faculdade. Sentei no bar mais tradicional por 4 vezes ao todo esse semestre. Tento fazer desse lugar o meu lugar. Se alguém aparecessee mudasse o panorama. Não pertenço a grupo nenhum: o grupinho das drogas, das meninas, dos meninos, do futebol, dos populares, das bius, dos caretas, dos rockstars, das piriguetes, dos fanfas, dos nerds, dos ausentes. Sou meio outsider, meio Marina Lima. Pra variar.

Tenho mais intimidade e amizade com Marcelo e Rick que são meus vizinhos do que com Wayson e Flávio que moram comigo. Parece que estamos trocados e os meus vizinhos moram comigo.

Nessa época em que os trabalhos vão acabando e o ritmo que já era fraco diminui violentamente, eu passo muito tempo aflito e sozinho, além de não ter nada pra fazer, também não tenho companhia.

Eu queria alguém. Queria um amigo (a),sei lá (mentira, sei sim), que fosse meio compatível comigo e morasse perto e a gente pudesse jogar banco imobiliário. Coisas bestas mas que fazem a diferença. Uma pessoa que não enjoasse passar os dias, com bom humor e que não fosse enrolada e nem competitiva (basta eu). Nem vou pedir os adicionais: gosto musical, literário e artístico em geral por que, oi, é pedir demais (se não for, já está feito o pedido). Mas queria alguém inteligente que eu possa dormir na casa da pessoa. Que seja confiável, me explique coisas, me ajude nos trabalhos e me acompanhe no bar de sexta e acorde cedo no sábado pra irmos a praia.

A essa altura Papai Noel já sacou que essa cartinha é pra ele, não é?


Pedro.
x