16 novembro 2010

Domingo no parque #70

"Eu achei que sentir era só deixar o barco correr"
Nesse domingo, o parque teve tudo o que precisava: um grande esquenta, uma grande turma, um grande evento, uma grande dança, um grande encontro, um grande drama e uma grande fuga.

Um por vez.

O esquenta pós show da Norah Jones foi feito com doses e mais doses de Bacardi e aproximação com novos elementos da comunidade que eu quero conhecer.

A grande turma se reuniu nesse esquenta para começar o grande evento que é a Gambi de aniversário de Renan e Lari.

A grande dança começou com pista cheia na The Week mais bem decorada de todas. A luz e a decoração foram as mais bonitas de todas as vezes. Foi nessa pista que se deu o grande encontro com Maria Eleonora. Voltando de Buenos Aires, foi ela que mudou o curso de todo um relacionamento ano passado da maneira mais inesperada e desde então descobri que ela é minha vizinha e uma grande amiga.

Uma grande amiga pede uma grande tequiila e uma aniversariante pede mais uma. Enquanto o grau etílico se prepara para uma grande rivalidade que pede um grande drama. No estilo provocação, não sei o que me deu por que não faço isso, mas me deu e eu fiz. Nem vem ao caso dizer mas depois disso ficou meio pesado pra mim por que não gosto de destratar as pessoas.

Nesse meio tempo "Precious ilusions" começou a tocar na minha cabeça e eu percebo que a música foi feita pra mim e eu me lembro que foi nessa época que vovó começou a ficar mais tempo internada no ano passado. Tudo vindo em horário inapropriado, mas veio. Uma grande vulnerabilidade chegou e eu fugi pra ficar só, chorar só e me concentrar um pouco.

Depois dormi e acho que isso também foi parte da grande fuga para poder chegar ao tradicional café da manhã e fazer minha bulimia de buffet.

Pra resumir: mais uma grande noite.

Pedro.
x