24 setembro 2010

coração de estudante parte 6

Não adianta negar: Barroco é casa.

Aquele tipo de bar que serve de casa aonde quer que se vá. Todo estado tem o seu. Em São Paulo tenho o Batista (um garçom que eu e Tia Lu seguimos em todos os bares que ele trabalha, e todo bar passa a ser bar "do Batista"), em Rio das Ostras tem a Tia que fica de frente pra faculdade e em Ouro Preto e o Barroco. Ou Barrocks como eu chamo.

Jack e Anderson já me chamam pelo nome. O risolés de queijo é minha comida favorita da vida inteira (ou da semana ao menos) e já me engordou uns 2 quilos por dia. A Heineken 600 ml é 4 reais e o movimento é constante. Só falta o alojamento e pode dizer ao povo que eu fico por que é gostoso de ficar. A Rua Direita é bonita de manhã e de tarde. Faz o dia prolongar bastante.



Cheguei com a boca roxa de botox
Exigindo Barrocks.

Pedro.
x