22 julho 2010

navegando em tantas águas

4 da manhã me pego lendo o arquivo do blog e lembrando de cada época e cada situação que o texto foi escrito. Algumas coisas parecem que aconteceram ontem, outras parece que faz muito tempo e algumas eu já tinha esquecido que algum dia aconteceram.

Não sei a quem mais esse blog serve além de mim. Eu sei que ele existe pra que um dia não seja apenas mais um dia (e os dias às vezes já parecem tão iguais). Tento colocar alguma cor, alguma poesia, uns adjetivos e não contar muita história além dessa que realmente acontece. Dizer o que me convém para no final ter um relato dos meus dias que eu possa ler. Realmente sei que isso funciona pra mim. Pra quem lê e segue o que escrevo não sei aonde isso acrescenta ou muda algo. Sei que estão por conta e risco próprio, bem próximo de algo sincero.

Pedro.
x